Atendimento:
(14) 3222-5236 | (14) 3212-1217

Segunda a Sexta das 8h30 às 18h
Sábado das 8h30 às 17h e Domingo das 8h30 às 12h

Rua Gustavo Maciel, 6-26, Centro.
(com estacionamento)

Notícias e Curiosidades / Animais de Sangue Quente e Frio

01/04/2016 10h49 - Atualizado em 01/04/2016 10h49

Os animais são classificados em espécies de sangue quente e espécies de sangue frio. Biologicamente, essa diferença está relacionada à divisão dos animais endotérmicos e animais exotérmicos. Os conceitos de endotermia e exotermia são usados para classificar os animais de acordo com o tipo de controle da temperatura corporal que eles têm.

Os animais considerados de sangue quente são, basicamente, as aves e os mamíferos. Já os animais de sangue frio englobam as espécies de répteis, anfíbios, peixes e animais invertebrados.

Os animais contam com mecanismos termorreguladores. No caso dos animais endotérmicos, quando a temperatura corporal é elevada, o organismo se mantém com uma temperatura estável graças ao metabolismo. Agora, no caso dos animais exotérmicos, esse ajuste de temperatura não acontece por meio de mecanismos internos, mas sim por fontes externas de calor, como o Sol, por exemplo.

Assim, podemos dizer que os mamíferos e as aves podem ficar longos períodos sem exposição ao Sol, pois já contam com mecanismos internos de ajuste da temperatura, o que corresponde ao chamado “sangue quente”. Já os répteis e os anfíbios precisam do calor do Sol para sobreviver.

Essa explicação nos mostra também o motivo pelo qual aves e mamíferos conseguem viver em regiões extremamente geladas do globo terrestre. Já espécies como lagartos, cobras e jacarés só conseguem viver em áreas com fontes externas de calor para elevar sua temperatura corporal.

Voltar

Formas de Pagamento: